quinta-feira, 30 de julho de 2009

O Elogio do Anonimato - A Legião Contra-Ataca

Para quem gosta do estilo composto das conversas à volta de Aristóteles, do Logos e de Kiekegaard, vai ter muito por onde se virar no novo blogue de fdupianos, a Legião.
O Novo Sítio apresenta-se com vigor combativo, com uma boa base intelectual, e visa combater a inércia, inépcia e falta de rigor de alguns orgãos académicos, propor uma via auxiliar de cotestação estudantil e lutar pelos direitos dos alunos. O que é, de facto, necessário, porque a AE, obviamente, não tem o monopólio de possibilidades e opiniões, nem tão pouco é o governo dos optimates cá do sítio.
Como a FDUP é, ao mesmo tempo, uma faculdade de qualidade e um antro viscoso de ciúme e inveja, misturados com um certo complexo de inferioridade agressivo, os próprios estudantes da faculdade já entulharam o blogue com comentários de ódio e chispas suínas de sarcasmo doente. A Legião, comentava um desvairado leitor, passa férias. "A Associação nunca está de férias". A ser verdade, corram-nos todos a magistrados, por favor.
Um bando de mesquinhos, esta gentalha. De facto, mexer o rabo é um sinal óbvio de hostilidade para os vermes.
Devo dizer que admiro imenso o anonimato na blogosfera. Simplesmente porque penso que esta é o espaço mais livre de informação e entertenimento alguma vez criado pela Humanidade. O que há de desumano em criticar, enxovalhar, insultar, argumentar, sem dar a cara?
Os que defendem a total democracia das caixas de comentários, esses sim os verdadeiros doentes que destroem a liberdade deste espaço virtual, acabam quase sempre por proibir os anónimos de escrever. Sempre que um anónimo me escreve um comentário, preparo-me para rir, postar, ou apagar. Quero lá saber se alguma vez verei a cara dele. É a Ideia que lá esta, a carantonha feia do Anónimo sempre pode ficar em casa. Mas isto, claro, é algo que se atinge apenas quando se percebe que moderar comentários num blogue não é ser censor, é moderar os comentários à vontade, não ditatorial mas divinal, do dono do blogue. Nalgum sítio eu serei divino, será então no meu blogue. Eu mando neste Silo, e sou Deus. E escrevo coisas interessantíssimas. E quem comentar neste blogue a pedir que eu enfie objectos rotundos no meu ânus, fique sabendo que antes de tudo, faço-lhe um manguito e volta o dito cujo para trás.
Falava então, antes deste aparte doutrinal de imenso valor filosófico, dos vermes que foram chafurdar com pseudónimos o sítio da Legião.
Isto de se autoproclamar Legião parece algo cesarista, um revanchismo mussoliniano, mas daí pode ser que o nome até pegue. O que me deixa, de facto, divinamente irritado, é a tendência de algumas moscas para criticarem um projecto que não seja insosso.
Pressinto que vou discordar muitas vezes da Legião (apesar de possuírem a capacidade de se aproximar do Logos, eu tenho a centelha divina que me faz o Logos, por isso eles não podem estar sempre correctos), e espero que eles escrevam sempre que possam. Prometo estar atento o máximo possível.
À Legião, uma força Homérica, para levar o seu barco a bom porto. Bem Haja.

10 comentários:

Legião disse...

Devo considerar que a sua observação é, em muito, correcta e pertinente. Hoje estive na faculdade e pelos vistos a AE passou mesmo férias.. E esta hein?

Cumprimentos
Legiao

Hugo disse...

Isto é tudo uma grande parvoíce ó Manuel, tenho-te em melhor conta que isto, principalmente porque sempre deste a cara, para o bem ou para o mal.

Não se trata de ser alérgico a críticas, mas sim a certas atitudes.

Ofende-me bastante que este senhor venha para aqui dizer que a AE passa férias. As pessoas passam férias(que descoberta!), a AE não. Ou ele acha que a semana de recepção e todo o primeiro semestre vai ser planeado e organizado em Outubro? Não ficarias ofendido no meu lugar Manuel, por este tipo de atitude? Eu não sei se fique ofendido se ignore...enfim...

Hugo disse...

"O que é, de facto, necessário, porque a AE, obviamente, não tem o monopólio de possibilidades e opiniões, nem tão pouco é o governo dos optimates cá do sítio."

PS: Sabes que concordo com isto como é óbvio. Aliás o café que ainda me tens que pagar significa mesmo isso. Que valorizo todas as opiniões(construtivas e sinceras)

Manuel Pinto de Rezende disse...

Hugo, ele nunca disse que a associação passava férias. disse algo do género porque lhe disseram que ELE passava férias.

depois, nao tens nada que ficar ofendido. se os comentários agressivos que deixaram no blogue dele não são uma espécie de terrorismo psicológico, não sei o que serão.
o homem /tipo/rapaz/colectividade, ou lá o que será ele, ainda não disse nada de especial.

eu espero, sinceramente, que a AE esteja atenta à Legião. mas, se a Legião for apenas isto, vocês nao tem sequer de se preocupar em contra-arumentar. eles ainda nao fizeram nada, certo?

acho que tiveste uma reacção um pouco nervosa demais. ninguém disse que a AE trabalha pouco. dizem só que trabalham mal. é uma critica que há que ouvir.

no entanto, não és a pessoa mais histérica com isto tudo. basicamente, anda por ai muito maluquinho capaz de assassinar esta Legião mal a apanhe.

quanto ao anonimato, é mesmo esta a minha opinião. a cena da miha divindade, apesar de verídica, não tem nada a ver com isso. mas é um hábito comum numa democracia haver anónimos. as causas podem ser os grupos de pressão, os lobbies, o medo, who cares?
até, talvez, uma certa mística de cavaleiro misterioso.

mas é muito prossecutório MESMO andar toda a gente, principalmente futuros juristas, a berrar para que este gajo mostra a cara.

Hugo disse...

1- A questão das férias foi levantado por um qualquer anónimo se não me engano, para quê este aproveitamento, sabendo perfeitamente que trabalhamos durante o mês de Agosto? Para esperar que venhamos fazer o auto-elogio? E eu que até passei o dia a tratar de assuntos da AE penso "olha vem aqui um gajo gozar cmg quando no fundo até tou a trabalhar para ele".

2- Esses anónimos não são ninguém no plano real, pk não tem intenções de continuar a personagem(é só uma brincadeira parva, às vezes engraçada). A legião apesar de anónimo, é alguém! Não sei se me fiz entender...isto é, os anónimos que andam a avacalhar param por ali, a Legião, não é um anónimo no sentido puro do termo.

3- Só levei a peito a partir do momento que os ataques se tornaram mesquinhos e baixos, ataques pessoais ou desvalorizando o que fazemos(com a tal dos churrascos frios e etc)

4- Adoro críticas, venham elas. Ainda não ouvi nenhuma construtiva. Curiosamente a questão até começou bem com a polémica questão das orais de melhoria. Um tema tão bom e que depois nunca mais foi discutido, que até era um tema que eu tinha na ordem do dia.

5- Não tenho por tom ser histérico, mas levo a peito quando desvalorizam o meu trabalho mesmo. Fico sentido, melhor dizendo, porque não recebo nenhum ordenado ou algo do género, e muitas vezes o reconhecimento dos outros completa na perfeição a minha realização pessoal. Fico sentido com este tipo de feedback negativo sem razão. Penso depois que também represento esse senhor, e tentei ouvi-lo, engolindo o nojo que este tipo de atitude e protagonismo me metem. Em vão, preferiu atacar-me, fazer um post dedicado a mim imagina... Enfim...

6- Nada tenho contra anónimos e raramente me insurjo nesta questão. Mas não se trata de dar uma opinião a um texto de alguém. Trata-se de algo mais grave e que exige uma responsabilidade maior. A iniciativa de criticar nem sempre é fácil quando sabemos que há boa vontade do outro lado, esconder-se atrás de um anónimo e usá.lo depois para atacar destrutivamente, faz-me sentir que estou a ser seguido por uma revista cor-de-rosa, de um paparazzi sem rosto numa demanda por destruir o nosso nome, imaginando o que vão inventar amanhão. E como tal, não gosto nada mesmo da atitude, porque me sinto avaliado injustamente por alguém que não se digna a assumir o que diz.

7- O exemplo é o Robespierre que é um "anónimo" e foi extremamente bem recebido. Lá está, é construtivo no mínimo.

8- Um abraço para ti!

Legião disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Manuel Pinto de Rezende disse...

Legião,

esse tom de aviso coloca-me numa situação complicada.

primeiro, o Hugo não vai gostar muito dele, tenho a certeza, caso o leia.
segundo, o Hugo sabe que isto funciona por moderação de comentários, e eu autorizar que senhores "avisem" o Hugo caso ele o "desconsidere", de certeza que vai pô-lo de pé atrás.

peço-lhe que não faça do meu blogue palco da sua Luta.
tenho escrito muito neste sítio sobre Praxe, Associação de Estudantes, a própria Faculdade e o seu funcionamento, e já escolhi as minhas batalhas há muito tempo, antes de haver Legião e Sociedade de Debates.
aprecio a consideração do Hugo, por isso peço-lhe um pouco mais de consideração por mim.

Legião disse...

caro Rezende

Em prol da consideração que nutro pela sua pessoa excluí o meu comentário, pelo Bom Senso e por consideração ao seu trabalho neste honoríssimo blog.

Peço Desculpas pelo incómodo causado. O comentário está no meu blog. Não quero invadir o seu domínio com a nossa Luta.

Do Cordium... Legião

Hugo disse...

Ó Manuel, não te preocupes.

A responsabilidade do meu cargo impôs que tentasse de bem lidar com este caro colega. A diplomacia esgotou quando ele me ofendeu, e aos meus amigos e colegas. O meu campo de batalha não será então feito na blogosfera, muito menos no teu blog.

Confesso que de início pensei tratar-se de alguém bem formado e inteligente capaz de criticar construtivamente e ajudar-nos a todos a crescer. Neste momento o seu descrédito pelas posições mesquinhas, mentirinhas, ataquezinhos, já é tão grande que em princípio(talvez um dia ele até se torne produtivo) irei abster.me de voltar a lhe dar atenção directamente. Não mais serei usado para a sua promoção.

PS: Respondo por respeito a ti Manuel, abraço. Espero para o ano ver-te activo(e tb ao Jacob) nos assuntos da faculdade, nas RGA's, nos mais variados projectos...A faculdade precisa de todos nós, e principalmente dos que sentem a faculdade como acredito que sentes. Nem sempre concordei ctg, até discordo bastantes vezes(e muitas vezes ainda virei a discordar), mas se há virtude que tens é assumires a tua posição com firmeza e sem virares as costas ou tomares posições populistas. Dessa forma respeito-te e espero que continues a contribuir(até pk blogar é uma actividade que permite o convívio, e o Café Odisseia é um dos únicos 2 ou 3 blogues realmente activos, nessa medida tens aqui o teu próprio projecto).

Legião disse...

" A diplomacia esgotou quando ele me ofendeu, e aos meus amigos e colegas"

Não é local para perguntar.. Mas, caro Hugo, e as vossas ofensas?! Hein? Situe cronologicamente as ofensas.

Mas para adiantar:

"Confesso que de início pensei tratar-se de alguém bem formado e inteligente" - Ofensa?

"o seu descrédito pelas posições mesquinhas, mentirinhas, ataquezinhos, já é tão grande..."

Avante. Pelos vistos a balança das ofensas está no seu lado.

eXTReMe Tracker