domingo, 14 de fevereiro de 2010

200 rins humanos doados ao Hospital de São João, no Porto, por desconhecido benefeitor

Médicos e funcionários do hospital mais importante do país tiveram uma grande surpresa hoje de manhã, quando chegaram ao trabalho e aperceberam-se que alguém tinha deixado no exterior da Porta Principal do São João um saco térmico contendo 200 rins de origem humana e não animal, como se chegou a suspeitar.
-
"Primeiro pensamos tratar-se de uma brincadeira de mau gosto" disse-nos João Madeira, o Director do Serviço do Hospital, "mas depois ficámos encantados".
-
Os órgãos vitais vinham cuidadosamente selados nos referidos plásticos, e encontravam-se todos em perfeitas condições para serem usados.
-
"Nota-se pelo destro trabalho de corte e cusura que se trata, sem dúvida, de um especialista" é a opinião do especialista em transplantes Dr. Jorge Fagundes, "e é um exemplo para todos os portugueses. A maior parte das doações foram feitas por asiáticos, como se pode deduzir da presença de um elevado número de amostras de sangue retirado dos rins B+, algo muito comum nesse grupo racial. Além do mais, as sacas térmicas tinham carimbado "Made in Filipinas" no seu interior".
-
Espera-se que a lista de espera para transplantes renais no SNS diminua em 20%, e não nos inicialmente estimados 40%, visto que grande parte dos médicos do Serviço de Cirurgia levaram algumas amostras para as suas clínicas privadas.
-
"As câmaras de vigilância mostram-nos um sujeito encapuçado", diz o chefe do departamento de segurança do Hospital.
-
"Estaremos atentos a futuras doações repentinas", afirma Deolinda Moreira, enfermeira.
Já foi reunida uma petição entre funcionários e doentes para levantar uma pequena placa comemorativa à generosidade do Doador Anónimo.

3 comentários:

Ary disse...

Onion News

mpr disse...

caught me.

you bastard.

(mas mantenho os louros por ter adaptado a notícia à nossa realidade)

Ary disse...

Está bem. Isso deve dar duas ou três folhas de louro, pelos meus cálculos xD

Não ... estiveste bem. A originalidade é sobrevalorizada.

eXTReMe Tracker